Regional Telhas Excelência em Coberturas Metálicas

Cobertura Shed: entenda mais sobre essa tendência!

Com a evolução dos métodos construtivos, muito tem se olhado para as coberturas das edificações. Nesse sentido, os projetistas podem se valer de diversas opções, como objetivo de agregar eficiência ao projeto. Uma dessas opções é a cobertura shed, ótima alternativa que favorece elementos naturais.

Este artigo tem como finalidade explicar a você do que se trata esse tipo de telhado. Continue a leitura para saber mais sobre pontos como aplicação, melhores práticas em projetos, as vantagens e os tipos existentes. Atendo-se a isso, o projetista consegue aliar funcionalidade e economia nesse tipo de implementação. Acompanhe!

O que é cobertura shed?

Trata-se de um tipo de telhado com formato específico, que tem com objetivo aproveitar ao máximo a luz e a ventilação natural. Ela tem um formato peculiar, pois deve contar com aberturas em pontos estratégicos de sua construção para permitir a passagem dos raios solares e cargas de ar, por meio das correntes de vento. Adicionalmente, um aparato de controle de vazão pode ser necessário.

Esse tipo de cobertura é um dos tipos de iluminação natural chamado de zenital. O zênite é o ponto vertical mais alto a partir da cabeça de um observador. Uma iluminação desse tipo é, portanto, aquela que tira proveito da luz advinda de cima, ou seja, do céu. Adicionalmente, esse tipo de construção favorece condições climáticas mais amenas para o interior da edificação.

Devido ao seu formato, devem ser observadas determinadas condições de construção de sua estrutura relativas à resistência mecânica. O uso de treliças reforçadas é indispensável. Esse ponto deve ser previsto em projeto e devidamente executado para conferir a segurança necessária à estrutura. Como esse telhado faz um melhor uso das correntes de ar, o reforço estrutural é parte imprescindível da obra.

Onde deve ser aplicada?

Toda e qualquer construção de galpões pode fazer uso desse tipo de cobertura. Na verdade, é fundamentalmente indicado que o faça. As razões para isso são a economia de recursos após finalizada sua construção. Cerca de 35% de toda energia consumida no país vem do setor industrial, então esse é um ramo que merece especial atenção quando da construção de suas instalações.

Ao optar por um telhado desse tipo, recursos de geração de energia e iluminação são economizados durante a vida útil do empreendimento. Em épocas de construções sustentáveis, essa é uma ótima opção para aliar estética e funcionalidade. Até mesmo na hora de conseguir um financiamento bancário para a empreitada, as instituições financeiras costumam priorizar esse tipo de projeto em suas carteiras de investimentos.

Outra boa aplicação além das plantas industriais são os centros comerciais. Como costumam ter grande circulação de pessoas realizando suas compras, esse tipo de implementação favorece o bem-estar dos compradores devido a melhor climatização do ambiente. Certamente, um centro comercial desse tipo torna a experiência de compra bastante mais agradável, mostrando ter uma melhor viabilidade econômica.

Como deve ser o projeto?

O detalhe mais importante a ser seguido em uma cobertura shed é para onde se orienta o telhado. Quando falamos de Brasil (localizado no hemisfério sul do planeta), a cobertura deve obrigatoriamente estar orientada para o sul. A razão dessa orientação é permitir que a iluminação adentre a edificação sem ocorrer a incidência direta dos raios solares.

Para ficar mais claro: seguindo a orientação sul, o interior da edificação receberá luminosidade, mas não o sol diretamente. A incidência direta dos raios solares faria com que a temperatura interna do ambiente ficasse elevada, o que vai na contramão dos objetivos de uma cobertura desse tipo. O importante é que apenas a claridade da luz solar seja aproveitada, dispensando o calor que ela gera.

Outra observação indispensável a projetos desse tipo é a geometria utilizada. Por essa razão, esses telhados também são conhecidos como “dentes de serra”. Nesse sentido, eles funcionam como extratores de ar, pois em sua concepção é provisionado o aproveitamento das correntes de ar. Para isso, devem ser previstos o uso de dutos adução e dumpers. Toda esse aparato proporcionará o correto controle da vazão de ar no interior.

Quais são as vantagens?

As principais vantagens se concentram na gestão de recursos, em especial no que se relaciona aos gastos com energia elétrica. Ao utilizar esse tipo de construção na cobertura da edificação, o ambiente ganha no processo de iluminação. Com isso, menos luz artificial será necessária no interior da construção devido ao aproveitamento dos raios solares.

Sendo assim, deve haver um casamento entre os projetos de construção da cobertura shed e o projeto de iluminância do interior da edificação. Este último diz respeito à parte da iluminação artificial do empreendimento, e será tão mais exigido quanto menos se fizer uso da iluminação natural. É nesse ponto que se torna uma vantagem contar com esse tipo de telhado, pois ele torna menor o projeto de iluminação por meio das lâmpadas.

Outro ganho considerável diz respeito ao conforto térmico dos ocupantes e frequentadores do local. Como o design do telhado favorece a circulação das correntes de ar, a aclimatação do local se torna mais agradável. Novamente, há ganhos com economia de energia, pois os condicionadores de ar podem ser de menor porte, devido à menor necessidade de climatização do ambiente.

Esses pontos devem ser levados em conta porque um dos maiores consumos de energia diz respeito à climatização. É fundamental elaborar uma edificação que faz menor uso de sistemas de refrigeração. Isso ocorre porque a demanda de energia gasta com esses sistemas é muito alta, o que pode acabar por desviar recursos que devem ser destinados ao negócio central da pessoa jurídica.

A cobertura shed pode ser considerada um primor na construção de telhados. Isso se dá pelo fato de que esse tipo de empreitada favorece o surgimento de edificações funcionais e mais eficientes. Além de tudo, proporciona ganho em economia quando relacionado aos gastos com energia elétrica, devido ao ganho em iluminação e climatização. É preciso ter um bom planejamento para que a aplicação se torne, de fato, eficiente.

Gostou de conhecer mais sobre esse tipo de cobertura? Entre em contato conosco e implemente de vez essa categoria de telhado na sua construção!

Sair da versão mobile