Regional Telhas

6 passos sobre como construir um aviário!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Saber como construir um aviário de forma estratégica e inteligente é essencial se você é dessa área. Hoje em dia, sabendo que o Brasil é um dos principais produtores de carne de frango do mundo, é possível adequar o aviário de acordo com todas as normas técnicas, além das melhores práticas de bem-estar animal. Isso permite vantagens corporativas imediatas, como a redução de custo energético.

Além disso, como toda estrutura construtiva, os aviários precisam seguir um protocolo fixo de forma a evitar erros, otimizar o processo e garantir a conquista de todos os seus objetivos empresariais. Conheça agora um passo a passo seguro e eficiente!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

1. Planejamento: o seu guia de como construir um aviário

Toda construção deve começar com um planejamento, tendo em vista que é preciso estudar todas as suas necessidades, desenhar objetivos e pesquisar os melhores métodos. Para isso, alguns pontos sempre devem ser levados em consideração, como:

  • número de aves que serão criadas simultaneamente;
  • normas técnicas sobre a criação de animais em confinamento;
  • normas internacionais de padronização de qualidade;
  • raça e espécie das aves, visto que isso pode influenciar a territorialidade e a necessidade de espaço para se movimentar;
  • público-alvo, pois há segmentos que exigem que menos aves sejam constituídas por metro quadrado para aumentar o bem-estar.

As informações listadas acima serão muito importantes para estabelecer o escopo inicial do projeto. Depois dessa etapa mais estratégica, é realizado um planejamento operacional, que deve incluir os seguintes tópicos:

  • projeto estrutural;
  • projeto hidráulico;
  • projeto elétrico;
  • projeto de iluminação;
  • projeto de cobertura e fechamento.

Vamos falar sobre a execução de cada um deles a seguir.

2. Projeto estrutural

O primeiro passo para um plano estrutural é definir os sistemas e métodos construtivos que serão empregados. Disso, dependerão várias etapas subsequentes, como a estrutura das fundações e a necessidade de projetos complementares. Entre as opções, estão:

  •  wood frame : aqui, são utilizadas apenas estruturas de madeira para os sistemas construtivos. Elas devem ser de reflorestamento, de fácil instalação e montagem, gerar pouco resíduos e apresentar uma boa eficiência termoacústica. Por esse motivo, podem ser uma excelente opção para os aviários;
  • steel frame: nesse método, são utilizadas estruturas e armações metálicas para o erguimento das estruturas, enquanto as paredes podem ser feitas com madeiras, como o MDP, ou com drywall. Em ambos os casos, um projeto de isolamento termoacústico é imprescindível para as paredes. Mesmo assim, os custos finais são bem mais em conta do que os modelos de alvenaria e wood frame;
  • pré-moldados de alvenaria: são edificações feitas da forma tradicional, com tijolo e cimento. Entretanto, as estruturas são pré-moldadas e já chegam prontas ao local da obra. O principal trabalho construtivo local é a criação das fundações — que podem ser mais rasas do que as tradicionais — a montagem das peças e a execução dos projetos complementares, como o hidráulico, o elétrico e o de isolamento termoacústico.

A partir das especificidades de cada método, devem ser planejadas: a fundação, o piso, a sustentação, as paredes, o telhado, entre outras.

3. Projeto elétrico

Em relação à parte elétrica do aviário, geralmente é feito um projeto complementar, que deve seguir a norma técnica NBR-5382. Também, é importantíssimo conferir as regras das concessionárias regionais para construções com finalidade agropecuária. De forma geral, todos os aviários deverão cumprir as seguintes recomendações:

  • tubulação de material não-inflamável em disposição segura;
  • os interruptores, as tomadas de força, as caixas de energia e os distribuidores devem ser instalados a 1,5 metro do piso, no mínimo;
  • instalação de proteção contra incêndios de causa elétrica.

Além disso, para conquistar mais produtividade, é imprescindível dimensionar adequadamente as necessidades de tensão e corrente dos equipamentos utilizados e preparar toda a estrutura para a automatização.

4. Projeto hidráulico

Os aviários consomem bastante água, pois, além dos bebedouros para as aves, vários processos feitos periodicamente a demandam. Entre os exemplos, podemos citar:

  • limpeza, que deve ser bem executada, visto que é um requisito sanitário e um critério de qualidade;
  • saída de resíduos apropriada para evitar a poluição ambiental com rejeitos;
  • desinfecção ambiental para a prevenção de doenças na criação;
  • nebulização, que pode auxiliar na limpeza, desinfecção e controle da umidade ambiental.

Para isso, são necessários dosadores de álcool, filtros para a saída de líquidos, entre outras instalações que exigem tubulação específica.

5. Projeto de iluminação

A iluminação deve promover o bem-estar animal, respeitando os ciclos biológicos. A cada dia, os clientes, especialmente internacionais, têm ficado mais exigentes com esse quesito. Nesse sentido, um fator que facilita bastante é a iluminação automatizada, em que você pode programar o horário de acender e desligar as luzes.

As lâmpadas podem ser de vários tipos, como incandescente, fluorescente, vapor de mercúrio ou LED. No entanto, as últimas são melhores, pois, apesar de um pouco mais caras, reduzem bastante o custo energético em construções agropecuárias em que a luz fica acesa grande parte do dia. Além disso, muitas delas são dimerizáveis e apresentam tons de branco mais próximos à luz solar, melhorando o bem-estar animal. Isso pode também influenciar na qualidade da carne ou na produtividade das aves.

6. Projeto de cobertura e fechamento

Depois de concluída toda a estrutura, é hora de instalar o telhado e os acessórios, como as portas e as telhas. Além disso, é vale garantir:

  • um isolamento térmico eficiente, visto que as variações de temperatura podem causar a morte das aves ou gerar o estresse animal, o que prejudica a qualidade da carne;
  • bom isolamento acústico, que pode ser do integrado ao térmico, para a promoção da saúde do animal e dos colaboradores do local;
  • boa impermeabilização para evitar infiltrações e mofo;
  • ventilação e iluminação naturais, o que melhora a qualidade de vida da criação e reduz custos com a energia voltada para ares-condicionados, aquecedores etc.

Para isso, escolher uma cobertura adequada é essencial. Grande parte da energia térmica que chega em uma construção vem pelo teto. Assim, quando você instala telhas capazes de refletir a radiação solar, evitar a condução de calor e melhorar a eficiência do sistema de ventilação mecânica, há ganhos em termos de:

  • redução de custos com energia, pois as necessidades de exaustão de ar elétrica, iluminação, refrigeração e aquecimento artificiais serão diminuídas;
  • promoção da saúde e bem-estar animal, visto que o aviário apresentará condições mais semelhantes às naturais;
  • economia da construção, já que a instalação de determinados materiais, como as telhas metálicas, reduz o custo total tanto com as próprias peças como com as estruturas necessárias para sustentação;
  • sustentabilidade ambiental pela eficiência energética.

Agora que você já sabe como construir um aviário, deve ter percebido que não basta pensar apenas em curto prazo e optar por uma estrutura sem planejamento. Há vários benefícios em pesquisar, comparar e escolher os melhores materiais e métodos construtivos.

É de total relevância ressaltar que as boas práticas de produção devem ser seguidas, ou seja, é preciso observar as exigências ambientais, de biosseguridade e saúde animal, bem como as condições de criação preconizadas pela legislação, quando o assunto é instalação de aviários. Assim, é possível conquistar novos mercados mais exigentes, melhorar a eficiência energética, promover o bem-estar animal e evitar custos com reformas.

Quer saber como a Regional Telhas pode ajudá-lo a conquistar um aviário eficiente e moderno? Então, não deixe de entrar em contato com nossa equipe!

EBOOK

Tipos de telha:

conheça os principais e saiba quando usá-los

Faça o download grátis no botão abaixo.