Regional Telhas

Confira os motivos para utilizar poliestireno expandido em um isolamento!

poliestireno expandido
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Há diversos materiais envolvidos na construção civil, desde a base estrutural de um imóvel até adicionais para elevar o seu nível de qualidade. Um fator cada vez mais importante aqui é o isolamento, que afeta diretamente o bem-estar dos usuários. Felizmente, existem vários instrumentos à sua disposição, como o poliestireno expandido, que apresentam excelente qualidade.

Então, se você está em dúvida sobre qual equipamento de isolamento utilizar na estrutura do seu próximo projeto, essa é uma ótima opção, tanto pela qualidade como pela relação custo-benefício.

Quer entender melhor as características desse poliestireno? Acompanhe!

O que é o poliestireno expandido?

Também chamado de EPS, esse é um material plástico rígido e poroso, muito usado em vários tipos de estrutura. No Brasil, ele é mais conhecido como isopor, mas não é o mesmo utilizado em caixas de bebidas e afins. Ele é fabricado para possuir uma estrutura bem mais resistente, com diversas aplicações.

Quais são as suas aplicações?

Antes de optar por qualquer material, é importante ver quais são os seus principais atributos e como ele pode ser usado. Veja aqui alguns dos propósitos possíveis do poliestireno dentro de uma obra!

1. Isolamento térmico

Uma das principais características desse material é que, devido à sua composição, ele é muito bom para evitar a passagem do calor. Sendo assim, é possível fazer o isolamento térmico de uma estrutura, suportando temperaturas de -50ºC até 80ºC. Não é ideal para locais com alto risco de incêndio, mas é excelente para o isolamento de câmaras frigoríficas e de áreas refrigeradas em geral.

2. Isolamento acústico

Devido à sua porosidade, o poliestireno também não faz a propagação de som e vibrações da mesma forma, o que o torna um excelente isolamento acústico. Considerando que o barulho pode ser um fator problemático em qualquer imóvel, principalmente em prédios e condomínios, essa qualidade é muito bem aproveitada em qualquer lugar. Claro, ainda é especialmente importante em estruturas que exigem esse tipo de isolamento, como estúdios, boates e casas de show.

3. Componente de estruturação

Além de suas outras funcionalidades, o EPS também possui várias virtudes que contribuem com a própria estrutura do imóvel, como a sua rigidez e a sua durabilidade. Dessa forma, ele pode ser integrado diretamente na estrutura da parede, sem necessidade de acumular novas camadas para cumprir as mesmas funções. Algo bem mais eficiente, sustentável e econômico do que muitas alternativas no mercado.

4. Projetos de lajes nervuradas

Algumas pessoas não gostam da aparência que a laje nervurada deixa nas construções e preferem tampar os vãos com algum tipo de cobertura. No entanto, muitas vezes, isso é feito pensando apenas na estética. Com isso, perdem-se oportunidades valiosas para trazer mais funcionalidades para o ambiente.

O poliestireno expandido, como falamos, apresenta propriedades de isolamento termoacústicos, proteção contra a propagação do fogo, impermeabilidade, entre outras. Com isso, são excelentes alternativas para quem quer transportar novos elementos para harmonizar o design do interior quando ele não combina com o estilo industrial trazido pelas lajes nervuradas.

5. Elevação de pisos

Tradicionalmente, os pisos eram elevados usando materiais, como a lã natural, a lã de rocha e a lã de vidro. Essa primeira opção tem caído em desuso devido às suas desvantagens de deterioração. Já as mantas de lã de rocha e lã de vidro ainda são muito populares, contudo, apresentam um inconveniente para muitos projetos: o alto custo.

Uma alternativa muito interessante são as lâminas de poliestireno expandido, pois mostram eficiências acústica e térmica praticamente igual às lãs, porém com a vantagem de um custo muito baixo por metro quadrado.

6. Projeto antichamas

Quando pensamos em materiais para projetos antichamas, as peças feitas com derivados de petróleo e outras substâncias orgânicas são subestimadas. Devido ao uso de materiais mais antigos, como o poliuretano sem aditivos, elas ficaram conhecidas pela propagação de incêndios e produção de gases tóxicos.

Por sua vez, a técnica de expansão do poliestireno e o uso de determinados aditivos fazem com que esses instrumentos sirvam como um bloqueio para o fogo. Assim, podem ser usadas como coberturas, enchimentos para drywalls, enchimento e revestimento de tubulações, entre outras funções.

7. Obras de geotecnia

Outro uso que ainda não é muito conhecido são as obras de geotecnia, que envolvem as operações feitas para preparo e estruturação do solo. Ela pode ser aplicada como substituta de solo compactado, servindo como uma forma de preenchimento de aterros. Nesse sentido, pode ser aplicada em rodovias, estacionamentos, fundações e pavimentos, entre outras estruturas. Nesse caso, ela é chamada de geofoam, que são blocos de alta densidade de EPS.

No entanto, essa aplicação demanda alguns cuidados: a investigação geotécnica do subsolo deve ser sempre feita previamente a fim de investigar a localização do lençol freático e a estrutura rochosa do solo. Afinal, o material pode ser empregue quando o lençol freático estiver localizado em níveis mais elevados ou quando outras alternativas para solos moles forem mais viáveis.

8. Impermeabilizações diversas

Em todos os casos explicados acima, o poliestireno expandido contribui para a impermeabilização estrutural. Além disso, o EPS também pode ser utilizado apenas com a finalidade de impermeabilizar. Por exemplo, quando ele é fixado junto ao telhado ou é aplicado entre as frestas de janelas e telhas, evita a entrada de água mesmo em locais predispostos ou expostos à formação de lâminas. Por ser muito compressível, ele se adéqua perfeitamente a esses locais.

Quais são as vantagens de utilizar o poliestireno expandido como isolamento?

Agora que você sabe um pouco mais sobre o EPS, por que ele seria a melhor opção disponível ? Confira aqui alguns dos benefícios que ele apresenta para o seu projeto!

1. Alta durabilidade

Como já mencionamos, um dos fatores mais importantes na escolha de um material para construção em engenharia civil é a durabilidade. Portanto, se a estrutura está sujeita a muita pressão e intempéries ao longo do tempo, então, um material mais resistente sempre será a opção mais adequada.

Felizmente, o EPS é uma das melhores alternativas disponíveis no mercado quando falamos no assunto. Devido à sua composição e meio de criação, o material obtido é muito mais durável, diminuindo a necessidade de manutenção ou de reformas de emergência.

2. Bom isolamento acústico

Outro ponto que já esclarecemos é que, devido à sua estrutura mais porosa, esse instrumento também é muito útil para criar uma barreira acústica, impedindo que o som se propague entre cômodos. Nesse sentido, quanto mais dedicado for o ambiente, como um estúdio, teatro ou mesmo um quarto de criança, mais importante se torna essa qualidade.

3. Bom isolamento térmico

Mais uma vez, o isolamento térmico também é um fator relevante. O poliestireno expandido é ótimo para evitar que a temperatura externa de um espaço influencie a temperatura interna, sendo assim, excelente para preservar um local refrigerado ou para impossibilitar que um espaço fique muito frio.

Apenas lembrando que ele suporta temperaturas de -50ºC até 80ºC, sendo que, durante um incêndio, essas podem ser facilmente ultrapassadas. Ou seja, é importante tomar outros cuidados com o modo de isolamento térmico, além de evitar o seu uso em áreas com maior riscos de incêndio.

4. Construção mais ágil

Muitos materiais aplicados com as mesmas finalidades podem ser bem difíceis de trabalhar na hora da gestão do canteiro de obras. Massas que atuam como isolante térmico, por exemplo, podem levar dias para secar adequadamente e, além disso, há maior perigo de aplicação incorreta, o que traz um grande prejuízo para o projeto.

Felizmente, o EPS não apresenta muitos desses problemas. Devido à sua estrutura mais rígida, ele pode vir em blocos diretamente no formato e tamanho adequados para a aplicação direta. Isso economiza bastante tempo e recursos durante todo o processo de construção.

5. Material 100% reciclável

Atualmente, ter construções sustentáveis é cada vez mais importante, especialmente na hora de fazer alterações estruturais em um imóvel. Quanto mais partes puderem ser aproveitadas ou reutilizadas, menor será o impacto ambiental e o desperdício de recursos envolvidos.

Diante disso, o poliestireno expandido evidencia outra qualidade crucial: ele é altamente reciclável. Isso significa que, caso seja retirado da estrutura, pode ser processado e utilizado para criar novos blocos. Essa é uma alternativa excelente para economizar em materiais e garantir que haja o mínimo de desperdício.

6. Prevenção da proliferação de mofo

Por fim, mas não menos significativo, o acúmulo de umidade no interior das paredes é sempre um grande problema, especialmente nas áreas por onde passa o encanamento do prédio. Isso leva à proliferação de fungos, o que pode corroer a estrutura, gerar infiltrações e propagar doenças no espaço interno.

Nesses casos, investir em um isolamento de EPS pode ser a melhor solução possível. A composição do material impede que ele retenha água, o que evita também a proliferação desses fungos. Essa é uma boa maneira de minimizar danos estruturais e assegurar a qualidade de vida de todos os usuários do espaço.

Com as informações listadas, você já entende melhor as qualidades e as vantagens do poliestireno expandido para a sua obra. Ele pode ser usado em várias áreas, desde paredes a, até mesmo, telhas.

Já utilizou o poliestireno expandido em alguma obra? Conhece algum outro uso que não exploramos aqui? Então, comente o nosso post! Estamos ansiosos para saber a sua opinião!

EBOOK

Tipos de telha:

conheça os principais e saiba quando usá-los

Faça o download grátis no botão abaixo.