fbpx
Conheça os desafios de implantar a metodologia BIM nas construtoras

A engenharia civil é um dos setores que mais têm se beneficiado com as novas tecnologias ao longo do tempo — tanto no canteiro quanto durante o planejamento da obra. Um bom exemplo disso é a metodologia BIM, um dos melhores recursos para quem busca um processo de construção mais eficiente.

BIM é uma abreviação de “Building Information Model”, o que pode ser traduzido como “Modelagem/Modelo de Informação da Construção”. Trata-se de um modelo aprofundado e digital de um prédio, incluindo uma planta em 3D e informações detalhadas sobre cada material, equipamento e peça usada. Isso inclui o nome do item, seu número de série, quantidade e localização específica.

Apesar de suas vantagens, muitas empresas de engenharia civil ainda resistem a adotar o BIM como sua principal metodologia de construção, pois ele apresenta alguns desafios. Porém, se você os conhecer e se preparar de acordo, não será tão difícil lidar com essas situações. Quer entender melhor? Então, veja como aplicar essa metodologia em sua empresa!

Principais benefícios da metodologia BIM

Como já mencionamos, o BIM traz diversas vantagens para a execução de suas obras. Vamos esclarecer algumas delas.

Processo de construção mais eficientes

A falta de informação tende a prejudicar bastante a execução de qualquer projeto. Mesmo depois de finalizar o planejamento, ainda é necessário ter referências claras para sua condução de forma eficiente.

Por meio dessa tecnologia, você pode acompanhar de perto todos os detalhes do imóvel. O modelo 3D do BIM oferece muito mais informação relevante para a equipe de construção, o que permite um planejamento estratégico mais eficiente.

Otimização de custos

Durante a obra, é comum que a equipe acabe gastando um pouco mais ou um pouco menos de material do que o esperado. Porém, o problema não costuma estar no uso desses itens, mas no momento da preparação e planejamento de estoque.

Com um sistema BIM, você pode avaliar com mais precisão todo o custo com material, evitando excessos — que seriam jogados fora posteriormente —, assim como faltas — que teriam que ser supridas durante a obra.

Menor índice de retrabalho

Se algo é feito de maneira incorreta ou alguma parte da planta não é bem interpretada durante a construção, você vai passar por um período de retrabalho, o que atrasa a entrega. Ao contar com a metodologia BIM, há um aumento na precisão e clareza das informações, o que diminui as chances de retrabalho. Naturalmente, isso também afeta o tempo de entrega e a eficiência dos seus custos.

Tempo de entrega mais preciso

Falando em tempo de entrega, se uma obra passa por qualquer imprevisto, a data de finalização também precisa ser adiada. Isso não é nada inesperado, mas ainda é importante que a conclusão do projeto seja tão próxima quanto possível da data inicialmente prevista.

Ter uma ferramenta de planejamento mais eficaz faz toda a diferença aqui. Com a ajuda do BIM, você tem menos chances de passar por algum imprevisto, o que facilita a entrega do projeto dentro do determinado. Se houver algum atraso, este tende a ser um desvio de menos de 10% em relação ao original.

Principais desafios para implantar a metodologia BIM na sua construtora

Mesmo com os benefícios em mente, essa metodologia ainda traz alguns desafios durante sua implantação. Se você quiser se adaptar a ela, precisa ter essas dificuldades em mente e se preparar de acordo. Veja alguns exemplos.

Capacitação da equipe

Por ser parte de uma grande atualização tecnológica, o BIM também exige que toda a sua equipe de obra aprenda a lidar com as novas ferramentas, especialmente se ainda estiver muito acostumada com as plantas 2D tradicionais.

Antes de oficializar a transição para a nova metodologia, você precisa treinar seu time. Vale a pena deixar algumas equipes fora de novos projetos, para que façam um curso de capacitação por um tempo. Isso lhe dará bem mais retorno no médio e longo prazo.

Infraestrutura tecnológica

Naturalmente, a metodologia BIM também exige bem mais tecnologia da sua parte, como computadores, servidores e aparelhos móveis capazes de acompanhar todo o projeto com mais facilidade. Sendo assim, você precisa investir em toda essa infraestrutura antes de poder implementar a metodologia de forma eficaz.

Como na maioria das mudanças corporativas, esse investimento é parte de um processo. Você precisa planejar bem essa infraestrutura para que ela seja escalável ao longo do tempo e dê conta do aumento das demandas internas. Buscar ajuda profissional aqui é fundamental.

Mudança da cultura organizacional

Além da capacitação técnica, você também precisa preparar sua equipe para que aceite essa nova ferramenta. Pode parecer algo banal, mas boa parte das falhas em implantar tecnologia em qualquer processo é resultado da não adaptação da cultura organizacional à nova realidade.

A forma como você promove a mudança dessa cultura pode variar bastante, indo desde ações sutis no dia a dia até palestras e memorandos. Em todo caso, seu objetivo é fazer com que os profissionais adotem por completo essas novas ferramentas em suas rotinas de trabalho e gerem melhores resultados.

Atendimento das normas de construção

Por fim, mas não menos importante, é importante lembrar que, independentemente de qualquer outra mudança, as normas de segurança e qualidade para as construções ainda precisam ser respeitadas. De forma geral, o BIM contribui para isso, pois aumenta o controle dos engenheiros sobre o projeto, mas é necessário estender esse controle à equipe que executa tudo no canteiro de obra.

Isso é parcialmente coberto pela capacitação do time, mas sua empresa ainda precisará se adaptar para garantir o melhor desempenho nesse quesito. Afinal, as normas podem mudar com o tempo, e você precisará levar esses fatores em conta durante a elaboração e construção da obra.

Com todas essas informações, você já pode se planejar para adotar a metodologia BIM em seu negócio. Implantar essa tecnologia é cada vez mais importante para as empresas de engenharia, tanto para melhorar a qualidade do serviço quando para aumentar sua rentabilidade.

Falando em tecnologia, há também bons motivos para investir em aparelhos móveis na gestão de obras. Veja nosso artigo explicando as razões para usar um aplicativo de gestão de projetos em sua obra e entenda mais agora mesmo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This