Regional Telhas

Laje e telhado: quais as diferenças e pontos de atenção?

laje e telhado
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Quando se pensa na construção de uma casa, muitas coisas vêm à mente: a fundação, paredes, vigas de sustentação etc. Um dos pontos mais importantes é a cobertura, que impede a entrada da chuva. E os dois tipos mais considerados em projetos são a laje e o telhado.

Para a maioria das pessoas, não parece haver grande diferença entre um e outro, fora a estética. Porém, para quem vai elaborar e conduzir o projeto, entender as particularidades de cada opção e seu impacto na qualidade do imóvel a longo prazo são tarefas muito importantes.

Para te ajudar tomar a melhor decisão, vamos explicar mais claramente a diferença entre laje e telhado, além de alguns pontos aos quais você deve se atentar na hora da construção. Acompanhe!

O que é o telhado?

Quando se pensa em uma casa, o mais tradicional é pensar em um telhado. Trata-se de uma superfície de telhas montada sobre uma estrutura de madeira, a qual fica inclinada para fazer o escoamento da água da chuva. Ainda é uma das opções mais utilizadas, pois sua estrutura é mais leve.

Porém, o processo como um todo tende a ser de maior custo, já que é necessário ter uma equipe especializada para montar a estrutura corretamente. Se esse encaixe não for feito do jeito certo, o risco de infiltração é muito mais alto.

Confira aqui alguns pontos aos quais você deve se atentar durante a construção do telhado:

Qualidade da estrutura

Como mencionamos, o esqueleto de madeira usado para sustentar as telhas tende a ser mais leve, mas isso não significa que devem ser menos resistentes. Pelo contrário, cada viga precisa suportar alta pressão e peso, além da tensão provocada pelo vento, ou o telhado sairia voando. Essa preocupação com os detalhes e exigência de qualidade é o que faz o telhado pesar um pouco mais no orçamento.

Tempo de construção

Uma diferença chave entre laje e telhado é que a construção da estrutura do segundo tende a ser mais demorada. A montagem do esqueleto de madeira, além de todos os cálculos envolvidos no escoamento de água e preparo estrutural, requerem um investimento maior de tempo e recursos para alcançar o nível de qualidade desejado.

Isso não é necessariamente um problema, desde que seja levado em conta na hora de planejar o cronograma da construção. Porém, se o cliente tem muita pressa ou o prazo oferecido for muito curto, então a construção do telhado pode atrapalhar um pouco a data de entrega.

Tipo de telha

Uma vantagem do telhado é que há uma grande variedade de telhas disponíveis, cada uma com suas finalidades estéticas e funcionais. Isso te dá bem mais flexibilidade na hora de entrar em contato com o cliente e estabelecer os detalhes do projeto.

Você pode optar por telhas sanduíche para proporcionar o melhor isolamento termoacústico, utilizar telhas transparentes para maximizar a iluminação interna, as de fibrocimento que são as mais econômicas etc. Tudo dependerá das especificações do cliente e da finalidade do imóvel.

Volume de água

No fim das contas, o propósito do telhado é proteger a casa contra a chuva. Sem isso, o imóvel como um todo não vai se sustentar por muito tempo. Para isso, é necessário pensar em como fazer o sistema de drenagem, indo das telhas até o esgoto.

Ainda durante o planejamento do projeto, você deve calcular o volume de água que será coletado pelas telhas e como ele pode ser escoado em segurança. Algo que pode impor várias limitações na forma como o telhado é construído, tanto em relação ao seu material quanto seu posicionamento.

O que é a laje?

Uma alternativa que tem ganhado maior popularidade em projetos mais recentes, a laje é uma estrutura plana de concreto que é colocada sobre a casa, a qual fica apoiada sobre vigas e pilares de sustentação. A principal diferença entre os dois é que a laje, por ser plana, pode ser usada como um andar à parte, com um jardim, terraço, churrasqueira, etc.

Esse é um tipo de cobertura muito comum em casas populares, pois seu custo de instalação é bem menor que o de um telhado, além de oferecer mais opções.

Confira alguns pontos de atenção na construção de uma laje:

Peso da estrutura

Enquanto os telhados são basicamente um esqueleto de madeira e telhas fixadas, uma laje é uma estrutura mais robusta e, consequentemente, mais pesada. Isso significa que você deve ter cuidado redobrado ao calcular o peso dela, além de incluir mais alguns pilares de sustentação, caso ela seja muito extensa.

Em alguns casos, pode ser necessário investir em um reforço na fundação e na infraestrutura do imóvel, o que aumenta um pouco o custo geral do projeto. Essa é mais uma coisa que você deve discutir com o cliente antes de tomar uma decisão.

Impermeabilização

Laje e telhado têm a função de bloquear a água da chuva. Porém, enquanto o telhado desvia a água para um sistema de escoamento, a laje precisa fazer isso de outra forma, já que sua estrutura é plana. O mais comum é um sistema de escoamento similar ao que haveria dentro de uma casa. Isso significa, primeiramente, que sua superfície precisa ser bem impermeabilizada, ou pode levar à formação de infiltrações em pouco tempo.

Conforto térmico

Esse não é um problema exclusivo da laje, mas é algo mais difícil de lidar nesse tipo de estrutura. Por ser feita principalmente de concreto, ela tende a reter muito mais calor pela exposição ao sol, o que pode levar a um aumento da temperatura no interior do imóvel.

Por isso que, ao escolher esse tipo de cobertura, você precisa também incluir uma forma de isolamento térmico para diminuir o calor dentro da casa. Caso contrário, todo o imóvel vai ficar em uma temperatura bem desconfortável a maior parte do dia.

Com essas informações, você já pode comparar melhor laje e telhado e decidir qual é a melhor opção para cada projeto. Em todos os casos, o mais importante é fazer uma simulação para definir os melhores materiais a serem usados.

Tem mais alguma dúvida sobre o tema? Então deixe um comentário neste post!

EBOOK

Tipos de telha:

conheça os principais e saiba quando usá-los

Faça o download grátis no botão abaixo.