Regional Telhas

Materiais de acabamento: o que considerar na hora da escolha? Entenda aqui

imagem 3d de uma casa com piscina
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Escolher os materiais de acabamento traz incertezas para muitas pessoas, principalmente quando o orçamento já passou do planejado. Os pisos, telhas e esquadrias são muito importantes para a estética da construção, mas também para o conforto e praticidade dos ambientes.

Mais importante do que o preço das peças é a qualidade e colocação dos produtos, para que eles sejam resistentes e possam atender bem à função requerida. Quer saber mais sobre o que considerar na escolha de materiais de acabamento? Confira este artigo que preparamos para você!

Quais são os principais materiais de acabamento?

A finalização de uma reforma ou construção envolve diversos produtos e materiais, como pisos, móveis, tintas, telhas e luminárias. Cada um deles exige atenção especial na hora da compra e instalação. Confira agora quais são os principais materiais de acabamento e os cuidados necessários.

Madeira

A madeira pode ser utilizada tanto em móveis planejados como em revestimentos de pisos e paredes. Além disso, a maioria das esquadrias é feita desse material. Um dos principais problemas relacionados à madeira é a presença de umidade, que pode danificá-la e provocar o aparecimento de mofo e fungos.

Por isso, é importante utilizar madeiras tratadas e próprias para áreas molhadas, no caso de ambientes como cozinha, banheiro e jardim.

Cerâmica

A cerâmica é um dos materiais mais comuns no revestimento de pisos e paredes de ambientes molhados. Ela influencia diretamente a estética do ambiente, o conforto e praticidade dos usuários. Ao escolher esse produto, é importante verificar a resistência a riscos e quebras, bem como prestar atenção no acabamento e textura do piso.

No caso de ambientes frequentados por crianças, idosos e animais de estimação, é interessante evitar pisos muito lisos e escorregadios, que podem gerar acidentes. Esses modelos também não devem ser colocados em ambientes molhados, como banheiros e piscinas.

Pintura

A pintura é essencial para a estética do ambiente e para proteger a superfície das paredes e do teto. A escolha e aplicação erradas da tinta pode resultar em pouca durabilidade da pintura, além de patologias como descascamento, fungos e bolhas.

Os tipos mais comuns de tinta são:

  • acrílica: é impermeável e mais resistente às condições climáticas;
  • látex: tem baixa resistência a lavagem, mas seca rapidamente;
  • epóxi: é a mais resistente e fácil de limpar, por isso, são mais adequadas para cozinhas e banheiros.

Azulejos

Se você quer cobrir paredes e pisos, os azulejos são uma das melhores opções. Eles podem vir com diversos padrões e cores, complementando muito bem qualquer outra parte da decoração e acabamento que você já tenha instalado na casa.

Alguns azulejos também são mais resistentes a umidade, o que os torna uma excelente opção para quem deseja impermeabilizar partes dos cômodos. Por isso, é bem comum vê-los sendo usados em banheiros e áreas abertas.

Pastilhas

As pastilhas são bem similares aos azulejos, tanto em material quanto em funcionalidade. A principal diferença está no seu tamanho. Enquanto azulejos vêm em placas relativamente grandes, que preenchem cada cômodo rapidamente, as pastilhas são pequenas, com 2 a 5 centímetros de cada lado.

Isso aumenta o trabalho para fixá-las, mas também significa que elas podem ser usadas para criar diversos padrões e desenhos ao combinar pastilhas de diferentes cores. Excelente para dar um toque mais personalizado em certos ambientes, principalmente na cozinha.

Pedra

Mesmo com a inclusão de outros materiais mais modernos, alguns ambientes ainda se beneficiam bastante de utilizar pedras como mármore e granito em sua composição. Elas também são materiais de acabamento de alto nível, então o mais comum é que sejam usadas em menor volume em áreas específicas.

No geral, você verá pedras sendo usadas como complemento para outros tipos de acabamento, como uma bancada que separa a sala da cozinha, na mesa próxima a uma churrasqueira, nos degraus de uma escada etc.

Metais

Outro material muito usado, tanto como principal quanto complemento, é o metal. Algumas peças de decoração, assim como bancadas e paredes, podem ser feitas de metal ou recobertas com uma chapa para dar um toque mais moderno. Se for o elemento principal, pode até se transformar em algo mais futurista.

Os metais tendem a ser mais resistentes e duráveis que qualquer outro material, sem incorrer no mesmo peso. Isso significa que sua aplicação ampla é bem mais fácil, independentemente do tipo de projeto.

Telha

Por fim, as telhas são elementos de extrema importância para a estética, segurança e conforto de uma edificação. A inclinação do telhado, facilidade de instalação e tipo de material desejado são apenas alguns dos pontos a serem considerados na escolha deste produto.

materiais de acabamento

Como escolher materiais de acabamento adequados?

Como você viu até aqui, todos os materiais de acabamento dependem de alguns fatores para serem escolhidos, como o tipo de ambiente, preferências dos usuários, entre outros. Para facilitar ainda mais a escolha por esses produtos, separamos algumas dicas para não errar na hora da compra. Confira!

Faça um planejamento detalhado

Em muitos casos, a fase de acabamento fica com um orçamento mais apertado, pois as etapas iniciais podem apresentar certos problemas inesperados. Para evitar que isso aconteça, é importante fazer um bom planejamento antes mesmo da construção ou reforma, determinando o montante disponível para cada parte da obra, sem deixar nada de fora.

Caso você não tenha feito esse planejamento inicial, crie uma lista detalhada dos produtos necessários para concluir os acabamentos e veja o quanto pode gastar. Com isso, você consegue visualizar as prioridades do seu projeto e pode negociar os preços com os vendedores.

Priorize o custo-benefício

Ao escolher materiais de acabamento, lembre-se de que o preço não é a única característica a ser levada em conta. Pisos, bancadas, telhas e outros produtos precisam ser duradouros, seguros e confortáveis para os usuários. Com todas essas qualidades, o valor pode ser um pouco mais alto, mas o custo-benefício valerá a pena.

Alinhe estética e funcionalidade dos materiais

Em muitos casos, os materiais de acabamento são escolhidos apenas pela sua beleza, sem que sejam levados em conta o conforto e a segurança. Em áreas molhadas, por exemplo, o piso deve ser antiderrapante para evitar acidentes.

Para os telhados, é essencial escolher materiais resistentes e que estejam de acordo com a inclinação e tipo de cobertura, garantindo que todas as telhas estejam perfeitamente colocadas.

Verifique a ordem de instalação

É fundamental para o andamento da obra seguir uma ordem de instalação, evitando, assim, que um serviço comprometa outro. Geralmente, o telhado é feito primeiro para proteger a edificação das intempéries. Logo após, são instalados os pisos e revestimentos, seguidos do forro, esquadrias, bancadas, entre outros.

Os detalhes finais, como a instalação de móveis planejados e louças, ficam por último, para não atrapalhar as outras etapas e evitar que as peças sejam danificadas com ferramentas e o tráfego de trabalhadores no local.

Atenção às medidas

O tamanho das peças também influencia bastante a escolha dos materiais de acabamento. Dependendo da área que você pretende cobrir, alguns materiais mais pesados podem não ser tão bons. Se for uma área externa, a durabilidade e resistência à chuva são qualidades indispensáveis.

Observe as tendências atuais

Com o tempo, as tendências de decoração e acabamento para imóveis também mudam — seja por surgirem materiais de maior qualidade, seja em razão de novos estilos ganharem mais notoriedade. A palavra final sempre será dos proprietários, mas é uma boa ideia conferir essas tendências e ver como elas podem contribuir com a estética do imóvel.

Considere adaptações

Mesmo que o plano original seja usar um material específico para compor um estilo estético, é sempre bom lembrar das limitações do local e do projeto como um todo. É possível obter uma aparência similar com métodos alternativos, caso o material ideal não seja uma opção. Por exemplo, utilizar uma pintura com textura no lugar de um revestimento de mármore que ficaria muito pesado.

Escolha marcas e produtos de qualidade

A famosa frase “o barato sai caro” faz muito sentido quando o assunto são materiais de acabamento. A escolha dos produtos apenas pela faixa de preço pode exigir retrabalho e causar prejuízos para quem utilizará a edificação, além de trocas frequentes em virtude da baixa resistência das peças.

Para não correr esse risco, opte sempre por marcas de qualidade e compre produtos em lojas especializadas no ramo, que oferecem materiais de primeira linha e com garantia de origem. Para ficar dentro do orçamento, fique de olho nos descontos oferecidos ao comprar um volume maior.

Na Regional Telhas, oferecemos as melhores soluções em telhas metálicas, termoacústicas rufos, cumeeiras e outros produtos e materiais relacionados, sempre utilizando as melhores matérias-primas do mercado nacional e internacional. Por isso, se sua obra está em fase de acabamento, confira nossas opções.

Mesmo que o acabamento não seja a primeira coisa a ser considerada na maioria dos projetos, ela não deve ser deixada de lado. A escolha desses materiais também influencia a longevidade do projeto.

Como você viu neste artigo, a escolha dos materiais de acabamento de uma reforma ou construção pode fazer toda a diferença no resultado final. Não se esqueça de verificar a qualidade dos produtos e a melhor maneira de utilizá-los.

Gostou deste conteúdo? Então, compartilhe o post em suas redes sociais para que seus amigos também saibam como acertar na hora decidir pelos melhores materiais de acabamento em uma obra!

EBOOK

Tipos de telha:

conheça os principais e saiba quando usá-los

Faça o download grátis no botão abaixo.