Regional Telhas

Não perca 9 tipos de telhados e suas principais diferenças

tipos de telhados
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Você já deve saber que o tipo de telhado escolhido para o projeto vai se relacionar diretamente com o conforto, experiência e até economia do seu cliente, certo? Por isso, é essencial que você domine os modelos e ajude-o a escolher a categoria de cobertura que mais conversa com as prioridades dele.

Sabendo disso tudo, neste artigo, a gente reuniu uma lista com 9 dos principais tipos de telhados que podem cobrir seus projetos. Siga a leitura para descobrir como cada um deles é, além de como se diferenciam e quais as vantagens dos materiais, designs e estruturas!

1. Telhado colonial

Entre os tipos de telhados, esse é conhecido pelo estilo elegante e rústico, o telhado colonial apresenta um canal profundo, que se assemelha a uma barca. Em função de sua alta capacidade de vazão de água, é bastante utilizado em regiões chuvosas.

Duas partes, bastante simples e de prático manuseio, compõem esse tipo de telhado: a bica e a capa. Geralmente, o telhado colonial é encontrado em cerâmica (cor crua ou pintada), demanda instalação profissional e se adapta muito bem a diversos estilos de construção.

2. Telhado de fibrocimento

Muito utilizado no Brasil, o telhado de fibrocimento é composto pelo processamento de cimento com fibras de amianto e oferece diversas vantagens à execução do projeto, como: boa flexibilidade de estrutura, preço acessível e resistência à corrosão.

Porém, a estética um pouco monótona e simplificada das telhas de fibrocimento — cor cinza ou imitando cerâmica —, além da pouca capacidade de isolamento de temperatura, fazem com que o telhado de fibrocimento não caia nas graças de todo mundo.

3. Telhado de concreto

Diferentemente das telhas de fibrocimento, o telhado feito de concreto apresenta um ótimo conforto térmico aos moradores da residência, dada a sua composição (cimento e areia, basicamente). Mas, se você está imaginando que o telhado de concreto pesa muito e demanda uma estrutura mais reforçada que as outras, engana-se: esse modelo é mais leve que as telhas coloniais!

Entre as vantagens de usar esse tipo de telhado no projeto, estão:

  • alta durabilidade;
  • resistência;
  • pouca permeabilidade;
  • encaixes perfeitos.

Entre as desvantagens desse tipo de estrutura estão os preços elevados e a necessidade de contratar um profissional especializado para realizar a instalação.

4. Telhado ecológico

Se você está em busca de um tipo de telha que possa valorizar seu projeto em decorrência da sustentabilidade, as telhas ecológicas podem ser a solução ideal. Isso porque esse tipo de cobertura é produzido com matéria-prima reciclada (mix de fibras vegetais e fibra de celulose).

Além disso, as telhas ecológicas são cobertas por um material reflexivo, assim não absorvem calor e se tornam energeticamente eficientes. Vale reforçar que além de verde, esse tipo de telhado é bastante durável, resistente e econômico.

5. Telhado verde

Ainda pensando na sustentabilidade do seu projeto, o telhado verde é também uma ótima opção para quem não preza somente pelas escolhas sustentáveis, mas também pelo conforto térmico no ambiente interno, visual externo, preservação de espécies naturais e isolamento acústico.

As vantagens de optar por esse tipo de telhado são inegáveis e a lista, como podemos perceber, é grande. Porém, é verdade que o telhado verde precisa ser construído de maneira que possa receber grande quantidade de água, assim como de umidade. Dessa forma, é necessário contar com um profissional especializado para montá-lo na casa.

6. Telhados americanos

Se você observa os detalhes arquitetônicos e estruturais das casas em filmes norte-americanos, já deve conhecer o tipo de telhado americano (está presente na maioria das casa dos Estados Unidos).

A montagem do telhado americano é feita com as telhas shingle. Esse tipo de telha também é destaque por sua durabilidade (alguns fabricantes oferecem garantia de até 30 anos!), beleza, necessidade de manutenção praticamente nula e uma boa relação de custo- benefício.

7. Telhado embutido

Para os projetos mais modernos, o telhado embutido pode ser o ideal. Essa categoria de cobertura é bastante utilizada em casas contemporâneas, que fogem do telhado triangular e com caimento.

Quem vê a obra de baixo, percebe que o telhado embutido fica totalmente escondido, por isso, é perfeito para os clientes que desejam evidenciar o visual da casa e detalhes de revestimento, como pedras e porcelanatos. Vale lembrar que o valor a ser investido nesse tipo de telhado é mais baixo, justamente por não necessitar de tanto madeiramento.

8. Telhado metálico

Saindo dos projetos carregados de detalhes nos revestimentos e cuidados estéticos, vamos para os tipos de telhados indicados para galpões e indústrias. O telhado metálico é bastante usado para cobrir esse tipo de estrutura, já que também é apresentado em grandes versões.

Nessa categoria, há algumas variações que evitam a corrosão do material, entre elas estão as telhas galvanizadas e as telhas de zinco. Outra variável é a possibilidade de a peça apresentar um “recheio” feito de isopor, assim, a estrutura de cobertura metálica ganha o poder do isolamento acústico e conforto térmico.

9. Telhado de PVC

O PVC é um material muito comum em forros e acabamentos internos, mas você sabia que há uma categoria de telhado fabricado com esse tipo de plástico? Pois é. Trata-se de um tipo de telha encontrado em diversos estilos e cores (inclusive, imitando as telhas de cerâmicas coloniais).

As principais vantagens das telhas de PVC são:

  • por serem fabricadas em grandes peças, é necessária menor quantidade para cobrir os empreendimentos;
  • têm boa performance em função do isolamento acústico e térmico;
  • são leves e facilmente transportáveis;
  • são muito resistentes, evitando perdas por quebras acidentais.

Prontinho! Agora que sua leitura chegou ao final, você já conhece os 9 principais tipos de telhados. Como deu para perceber ao longo do texto, as categorias de telhados são bastante diferentes entre si, portanto, para fazer uma boa escolha é interessante indicar ao seu cliente que considere pontos além do visual, como a resistência, durabilidade e impactos ambientais.

Falando em aconselhar seu cliente, é preciso também mostrar a ele como cuidar corretamente da estrutura escolhida. Continue conosco na leitura de mais este post e descubra quais são as boas práticas de cuidado com o telhado!

EBOOK

Tipos de telha:

conheça os principais e saiba quando usá-los

Faça o download grátis no botão abaixo.