Regional Telhas

Não sabe como montar telhados embutidos? Veja 5 passos!

telhados embutidos
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

A construção do telhado é um dos pontos mais importantes em um projeto, tanto do ponto de vista estrutural quanto estético. Em muitas construções, o telhado destoa do resto da estrutura, quebrando a harmonia visual do edifício. Uma solução para isso é o uso de telhados embutidos no projeto.

Um telhado embutido, como o nome deixa a entender, é um tipo de telhado que não é visível para quem olha de fora. Ele fica no interior da laje e desvia a chuva diretamente para uma calha. É uma ótima alternativa para projetos em que as telhas seriam ruins para sua estética.

É claro que, para poder aproveitá-lo, você tem de saber como montá-lo. Veja aqui um passo a passo para montar telhados embutidos!

1. Escolha da telha

Há uma boa variedade de materiais de telhas disponíveis para quem deseja incluir um telhado embutido no projeto. Telhas de fibrocimento são leves e têm baixo custo. Telhas de polipropileno podem ser usadas para permitir a passagem de luz, além de serem combinadas com outros modelos. Telhas metálicas são as mais variadas, podendo apresentar maior durabilidade que as outras.

2. Preparação da laje

Para poder começar a construção de telhados embutidos, primeiramente é necessário fazer a preparação da laje e construir um muro ao redor que vai esconder o telhado embutido. Segundo, a área onde as telhas serão instaladas deve estar limpa, sem entulhos ou sujeira. Depois da instalação, esses restos não poderão ser removidos. Qualquer resíduo pode causar danos à estrutura das telhas.

3. Estruturação

Com tudo preparado, já é possível começar a montar o esqueleto para encaixe das telhas. Ela é composta pelas seguintes partes:

  • tesouras — peças triangulares que fazem a sustentação;
  • terças — vigas de metal que conectam as tesouras e distribuem o peso das telhas;
  • calhas — em um telhado embutido, as telhas fazem parte da estrutura;
  • rufos — eles também são unidos à estrutura e ligam o topo das telhas com as platibandas.

É uma boa ideia testar a estabilidade da estrutura antes de prosseguir, além de conferir as medidas.

4. Colocação das telhas

Com a base montada, é hora de fixar as telhas na estrutura. Confira o espaçamento definido pelo tipo de telha escolhida, se há frestas que poderiam ocasionar vazamentos, entre outros detalhes e acabamentos. Se houver algum problema nas medidas, o melhor a se fazer é trocar as telhas ou rever se há outro erro no projeto.

5. Instalação de rufos e calhas

Por último, basta fixar as calhas e rufos na estrutura, para vedar as últimas brechas e garantir que a água da chuva não vai se acumular no telhado. É mais uma questão de verificar as medidas e conferir se todas as partes estão devidamente fixadas.

Com esse passo a passo, você já pode utilizar telhados embutidos como parte de seus projetos. Algo que vai contribuir muito com o projeto arquitetônico e com a estética de alguns edifícios.

Quer continuar recebendo mais das nossas dicas? Então siga nossas redes sociais agora mesmo! Estamos no Facebook, Instagram e YouTube!

EBOOK

Tipos de telha:

conheça os principais e saiba quando usá-los

Faça o download grátis no botão abaixo.