fbpx
homem trabalhando em um telhado de madeira

O uso da madeira para telhado é uma tendência que vem e volta nos projetos de arquitetura. Em determinadas épocas, elas ficam na moda e muitos clientes querem aplicar o material em suas telhas.

No entanto, logo depois, diversas desvantagens são divulgadas e elas caem em desuso. Diante disso, muitas pessoas podem ficar em dúvida se devem empregá-las — ou não — nos projetos. Por isso, preparamos este post para você!

Sim, as telhas de madeira são opções muito bonitas e, por não serem muito utilizadas, trazem uma estética bem diferenciada para as construções. Por sua vez, necessitam de uma manutenção muito cuidadosa — mesmo quando empregadas nas casas pré-fabricadas do mesmo material.

Portanto, a escolha deve se basear nos objetivos dos seus clientes. Quer saber mais para se orientar corretamente? Acompanhe!

Quais são os principais tipos de madeira para telhados?

O primeiro passo para o sucesso de um telhado de madeira é a utilização de um tipo resistente. Ele deve ser capaz de enfrentar os principais riscos que uma telha está sujeita, como os impactos e a umidade. Por isso, você deverá escolher materiais mais nobres e maciços.

Deve-se evitar, ao máximo, as opções mais baratas e industrializadas, como os compensados. Esse tipo de material só deve ser empregado em estruturas temporárias, como galpões de armazenamento de materiais em obras.

Peroba rosa

É uma das madeiras mais nobres disponíveis no mercado, porém apresenta um alto custo e é difícil de ser encontrada. A menos que seu cliente tenha um orçamento muito grande, seu uso é praticamente inviável.

Garapeira

Seu principal diferencial é a resistência natural aos cupins. Além disso, apresenta um valor intermediário e é bem resistente tanto a estresses mecânicos quanto à umidade. Isso a torna uma opção muito interessante para os telhados de diversas estruturas.

Parajú ou maçaranduba

Aqui, temos uma madeira nobre com um preço mais acessível. Por ser muito dura, ela não é muito empregada em móveis e outras estruturas — o que aumenta sua demanda para os telhas e reduz o valor. Sua grande vantagem é a resistência elevada, ideal para suportar os grandes pesos e impactos que incidem sobre uma cobertura.

Carambá

O carambá é uma das madeiras mais utilizadas, pois apresenta um dos menores preços em comparação a outras opções para telhados. Também é muito dura, o que garante um reserva de mercado para a sua aplicação em coberturas. Aguenta bem as forças mecânicas e a umidade.

Sucupira

A sucupira é muito popular no setor de mobiliário, sendo bastante difícil encontrá-la para os telhados. Além disso, sofre uma fiscalização mais intensa dos órgãos ambientais. Então seu valor é bastante elevado para viabilizar seu uso em telhados, apesar de apresentar a resistência necessária para a tarefa.

Angelim

É uma das madeiras mais populares na construção civil. Grande parte das portas, das janelas e dos pré-fabricados são feitos a partir dela. Ela se destaca das opções anteriores por sua leveza, o que facilita o processo de instalação. Ainda assim, é bastante resistente e pode ser utilizada nos telhados.

Eucalipto

É uma das madeiras maciças mais baratas do mercado, pois é extensivamente cultivada no nosso território. Contudo não é muito apreciada nos telhados, pois atrai bastante cupins e é muito sensível à umidade. Então a aplicação de tratamentos é essencial, assim como a manutenção periódica. Com isso, perde um pouco na praticidade para o usuário.

Guarajá

Também é uma opção bastante leve e flexível, sendo bastante utilizada para a fabricação de ripas de madeira. Todavia perde um pouco na estética, pois apresenta um padrão de vincos bem comum e simples.

Quais os benefícios de um telhado em madeira?

As telhas em madeira apresentam algumas vantagens bem legais. Infelizmente, no geral, elas não compensam os seus grandes problemas.

Estética

O grande motivo pelo qual as pessoas ainda usam a madeira como telhas de construção é a beleza do material. Ele sempre foi considerado nobre na engenharia e na arquitetura, passando uma mensagem de nobreza aliada à simplicidade. Além disso, está ligada à natureza e a processos artesanais. Nos projetos que privilegiam o rústico, a madeira se torna um dos insumos mais valorizados.

No entanto, no dia a dia, há opções tão bonitas quanto a madeira com a vantagem de não apresentar seus inconvenientes em relação ao custo-benefício, à instalação e à manutenção. Por exemplo, as telhas metálicas apresentam diversos modelos com aparências distintas. Se utilizadas de forma criativa, podem oferecer à construção o aspecto rústico tão desejado em alguns projetos.

Resistência

Algumas madeiras são extremamente resistentes e podem suportar a ação do vento, da gravidade e de impactos intensos. No entanto, novamente, as desvantagens acabam prejudicando o material. Afinal, a instalação das peças deverá ser bastante cuidadosa, senão há um grande risco que elas se soltem na primeira tempestade ou ventania.

Quais as desvantagens de um telhado de madeira?

Você já reparou que é difícil encontrar telhados em madeira nas construções? Isso tem uma explicação: o material apresenta inconvenientes importantes.

Difícil instalação

As telhas de madeira geralmente não contam com entalhes para o encaixe entre as peças. Mesmo quando apresenta, eles não apresentam uma boa vedação. Então é necessário fazer uma trama bastante complexa para que as peças possam ser pregadas diretamente nos caibros e nas ripas.

Consequentemente, a estrutura fica mais pesada, o que demanda um reforço nas terças e nas vigas. Dessa forma, você gasta muito mais material. Além disso, o processo de instalação é muito lento, visto que centenas de peças pequenas deverão ser pregadas individualmente na sustentação.

Manutenção complexa

Mesmo assim, a principal desvantagem é a manutenção complicada e constante que precisará ser feita. De tempos em tempos, será necessário contratar um serviço de dedetização para aplicar repelentes de cupins. Em caso de infestação, pode ser necessário trocar todas as peças.

Além disso, por melhor que seja a qualidade do verniz da madeira, ele será lavado durante as chuvas. Assim, será necessária a reaplicação periódica. Por fim, se alguma peça se deteriorar, há um risco importante de você não encontrar reposição.

Afinal, a madeira para telhado ainda é uma boa opção?

Acreditamos que as telhas de madeira não sejam uma escolha tão viável atualmente. Há materiais muito mais modernos disponíveis no mercado e que trarão mais benefícios à construção. No entanto, se o cliente gosta muito de estruturas em madeira, você pode buscar uma solução intermediária com a utilização de vigas aparentes nos interiores.

No telhado, você poderá optar por telhas metálicas de materiais nobres, como o aço inoxidável, as quais também apresentam a simplicidade aliada ao requinte. Há opções mais “brutas” que se encaixam perfeitamente em projetos rústicos.

Por tudo isso, a madeira para telhado ainda é um material muito complicado de ser utilizado no dia a dia das construções. Sempre que um cliente demandar o seu uso, não deixe de explicar todos os cuidados e as desvantagens do material. Senão, no futuro, ele pode ficar bastante insatisfeito e culpá-lo pelo excesso de trabalho para manter as telhas bonitas e funcionais.

Você conhecia todas essas informações sobre as telhas de madeira? Não?! Então não deixe de informar os seus colegas e clientes ao compartilhar o nosso post nas suas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *