fbpx
engenhheira assinando um contrato digital no tablet

Imagine um documento que faça negociações de maneira automática, sem que seja necessária a interferência humana e com alta segurança para todas as partes. Isso é a definição dos smart contracts, uma tecnologia que tem inovado as negociações e contratos.

O smart contract já é muito utilizado nas transações de moedas digitais, mas já existem empresas de construção que vêm usufruindo das vantagens desse documento digital. Quer saber mais sobre o que são os smart contracts e como eles podem beneficiar o setor da construção civil? Continue a leitura deste artigo!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

O que são os smart contracts?

Os smart contracts podem ser traduzidos como contratos inteligentes e são documentos legais em versão digital firmados entre pessoas e organizações para garantir o cumprimento de um acordo. No entanto, como esses contratos não podem ser perdidos ou alterados, a execução das suas cláusulas são automáticas e não necessitam de ação humana.

Com isso, esse documento virtual assegura que as negociações sejam mais seguras do que aquelas feitas em papel, graças ao arquivamento digital. Além disso, os smart contracts oferecem mais flexibilidade às operações, uma gestão mais fluida do que os procedimentos atuais de contratação e, consequentemente, a redução de custos.

Para que esse documento funcione com a devida segurança que é requerida, é necessária a utilização do blockchain. O blockchain é a tecnologia que assegura as transações de bitcoins, uma moeda virtual, registrando todas as operações realizadas com essa moeda e controlando o envio e recebimento de valores, sendo considerado extremamente seguro.

Ele funciona por meio do armazenamento dos registros em vários blocos criptografados, o que assegura a transparência, rastreabilidade e imutabilidade de todas as transações. O principal objetivo do blockchain é impedir que as moedas cheguem ao destino incorreto e que sejam utilizadas mais de uma vez.

Como funciona?

O primeiro passo para fazer um smart contract é redigir os termos adequadamente e registrá-lo no blockchain. Com isso, ele não pode mais ser alterado sem que todas as partes tenham consentimento. A partir desse momento, ele se torna um contrato válido e suas condições devem ser respeitadas. As etapas do contrato funcionam automaticamente, respondendo a eventos específicos e sem a necessidade de aprovação.

Como os smart contracts se aplicam na construção civil?

No setor da construção civil, os smart contracts e o blockchain apresentam diversas vantagens, pois a adoção dessas tecnologias na rotina dos gestores ajuda a evitar vários problemas como retrabalhos e desperdício de tempo e recursos, garantindo processos transparentes e potencializando a credibilidade das operações.

As aplicações para a construção vão desde controles de estoque, ferramentas e maquinário, até o gerenciamento dos índices de produtividade dos trabalhadores e o registro de condições ambientais. Nessa mesma linha, podemos listar outras utilidades, como:

  • controle de qualidade dos serviços;
  • controles tecnológicos;
  • registro do avanço da obra;
  • registro de acidentes e falhas;
  • rastreio dos insumos negociados com os fornecedores;
  • acompanhamento do pagamento por unidades ou etapas;
  • controle sobre registros de direitos, períodos de uso do imóvel, obrigações de não reforma e instalação de benfeitorias;
  • gestão interna de registros de imóveis.

Um exemplo prático da utilização do smart contract é quando a empresa realiza um pedido de material e formaliza a relação com o fornecedor por meio do contrato inteligente. Quando os produtos são entregues, o contrato é atualizado e libera o pagamento automaticamente, sem que seja necessário o envio de uma fatura e o envolvimento dos profissionais do setor financeiro.

Enfim, toda e qualquer operação de transação simples que está sujeita a interpretações subjetivas, erros e ilícitos pode ser substituída por operações automáticas, transparentes, rastreáveis, seguras e confiáveis. Tudo isso acontece com dados salvos na nuvem, o que possibilita o acesso remoto e em tempo real das informações disponíveis. Além de reduzir custos e otimizar os processos, a utilização do smart contract ainda diminui a burocracia.

Quais são os benefícios desse tipo de contrato?

São vários os benefícios que os smart contracts e o blockchain podem trazer para as organizações do setor da construção civil. Confira agora quais são os principais.

Precisão

Todos os termos dentro do smart contract são explícitos e evitam a dupla interpretação, impedindo qualquer erro de transação e trazendo mais confiança entre as partes envolvidas.

Transparência

Como o contrato é estabelecido com toda a segurança garantida pelo blockchain, ele pode ser acessado e revisado pela rede a qualquer momento, o que oferece transparência entre os envolvidos e evita qualquer contestação e desconfiança.

Velocidade

Os contratos são executados de forma instantânea sempre que qualquer uma de suas cláusulas são cumpridas, o que proporciona a redução de horas necessárias para fazer a mesma tarefa em comparação com um processo tradicional.

Segurança

A segurança dos documentos é verificada pelo blockchain, que é uma das tecnologias mais avançadas no momento em termos de segurança da informação. Além de evitar fraudes, a criptografia também bloqueia o acesso de pessoas não autorizadas ao seu conteúdo.

Eficiência

A agilidade e eficiência com que esse tipo de contrato atua é consequência da velocidade que ele realiza as transações e cláusulas, o que pode fazer uma grande diferença em muitos negócios do setor da construção civil.

Armazenamento

Como dito, os smart contracts são armazenados na nuvem e em diversos nós da rede e, por esse motivo, eles não podem ser perdidos e mantêm os registros passados. Dessa forma, contratos antigos podem ser recuperados com facilidade.

Menor custo

Manter cópias de contratos físicos requer que a empresa tenha muito espaço para armazenamento de arquivos à sua disposição, além de cuidados para manter a segurança dos papéis e custos de transporte, impressão e intermediários. Todos esses gastos e burocracias são eliminados em um smart contract.

Como você viu neste artigo, os smart contracts são uma grande tendência para o setor da construção civil e podem colaborar de diversas maneiras para a produtividade e segurança das informações. Esses documentos, além de diminuir a burocracia no escritório, oferecem mais produtividade para todas as partes envolvidas no contrato.

Se você ainda tem alguma dúvida sobre os smart contracts, deixe um comentário para que possamos ajudar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *