fbpx
estrutura com laje steel deck

A laje steel deck é composta por uma espécie de sanduíche formado por telhas de aço galvanizado em formato trapezoidal na extremidade e uma camada de concreto no interior. Essas telhas servem de forma para o concreto durante o processo de concretagem, mesmo que ele contenha armadura positiva.

Além disso, apresentam formato de nervuras largas com conectores de cisalhamento. Eles permitem que o aço e o concreto interajam, reduzindo, assim, o peso da estrutura. Como o aço é um ótimo material para resistir aos esforços de tração, e o concreto, aos esforços de compressão, essa é uma excelente combinação, que proporciona uma série de benefícios construtivos.

Quer entender mais sobre a laje steel deck e descobrir quais são os seus principais benefícios? Confira este artigo que preparamos para você!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

O que é laje steel deck?

A laje steel deck é muito interessante para obras e empreendimentos que necessitam de uma solução construtiva de ótimo custo-benefício, maior rapidez e controle do processo. O steel deck é um sistema de laje mista composto por telha de aço galvanizado, concreto, armadura, conectores e telha nervurada.

As formas de aço galvanizado podem ter espessuras que variam de 0,80 mm a 1,20 mm e comprimento aproximado de até 12 metros. São formadas a frio e permanentes, servindo tanto para a concretagem quanto como armadura positiva no que diz respeito a cargas de serviço.

Essa forma apresenta ranhuras que ficam em contato com o concreto para proporcionar maior aderência e, consequentemente, uma melhor superfície de ancoragem. Além disso, ela contém telas eletrossoldadas cuja atuação é de armadura negativa, para prevenir o aparecimento de trincas na laje.

O steel deck permite que, durante a execução, as escoras sejam eliminadas parcial ou totalmente. Dessa forma, é possível realizar diversas outras atividades e etapas em um empreendimento, uma vez que o espaço não estará ocupado.

Como o uso do steel deck é recente no Brasil, o sistema ainda não apresenta uma norma técnica específica para a sua execução. Portanto, os textos utilizados como referência para sistema construtivo são os da NBR 6118 e da NBR 8800. No entanto, a NBR 16421, em vigor desde outubro de 2015, estabelece os requisitos mínimos e os ensaios para as telhas‑forma colaborantes utilizadas na construção das lajes, trazendo recomendações para garantir a padronização dos produtos.

Quais são os métodos construtivos para laje steel deck?

Os empreendimentos que desejem utilizar as lajes steel deck devem, preferencialmente, começar a sua concepção antes mesmo da construção. Isso, porque a instalação desse sistema exige certas técnicas e materiais diferentes de outros tipos de laje, o que pode dificultar uma execução sem planejamento. A média diária de execução dessas estruturas varia entre 500 e 750 m², com duas pessoas trabalhando na montagem.

Os materiais necessários para executar esse sistema de laje são:

  • forma colaborante e chapas de metal galvanizado: formam a base de toda a estrutura e servem de armadura para a laje;
  • concreto autoadensável;
  • malha de aço do tipo tela: é posicionada na superfície da laje, para evitar fissuras durante a secagem do concreto;
  • armaduras negativas: são posicionadas sobre os apoios;
  • solda para fixar algumas estruturas de aço.

A instalação das formas metálicas é feita com ajuda de guindastes, que as levam até a posição final das lajes. Depois que as placas são posicionadas sobre as vigas, que podem ser de alvenaria ou ferro, são feitos o alinhamento e a fixação nos apoios com pontos de solda. As placas também são fixadas umas nas outras por meio de parafusos autobrocantes ou rebites.

Em seguida, é posicionada a malha superior em toda a superfície, e é aplicado o concreto autoadensável sobre a área. No entanto, essa aplicação é feita em um único ponto da laje e, a partir daí, o material vai preenchendo os vãos da forma. Não é recomendado utilizar aditivos à base de cloretos no concreto para a aceleração da cura, pois eles podem prejudicar as chapas de aço.

Depois da concretagem, é necessário aguardar a secagem. O tempo ideal para isso é indicado pelo fabricante e deve ser respeitado, para evitar o aparecimento de fissuras que podem danificar a estrutura. Também é importante evitar o acúmulo de massa em algum ponto da superfície, para que não haja partes mais pesadas do que outras.

Para a passagem de tubulações através da laje, é possível fazer furos depois que o concreto atingir, no mínimo, 75% da sua resistência. Depois de pronta, a laje steel deck pode ser deixada à mostra, como forro, ou coberta por outros materiais, como gesso acartonado.

Em geral, esse tipo de laje não exige manutenção constante. No entanto, o sistema steel deck deve passar por verificações periódicas em ambientes agressivos, como locais próximos do mar ou de indústrias. Nesses casos, é comum o aparecimento de oxidação nas placas de aço, sendo necessária a limpeza dos locais oxidados e tratamentos de zincagem a frio.

É importante ressaltar que a contratação de uma empresa especializada para a execução de lajes steel deck é essencial para o sucesso da construção, pois esse procedimento exige habilidades e conhecimento específicos.

Quais são as principais vantagens da laje steel deck?

A laje steel deck apresenta diversas vantagens para um empreendimento, tanto durante a etapa de projeto quanto na execução e na utilização da edificação. Abaixo, separamos as principais. Confira!

Pode ser usada em diversos tipos de estrutura

O modelo steel deck pode ser usado em diferentes tipos de construção — obras industriais, comerciais e residenciais —, uma vez que apresenta elevada qualidade e resistência e por suportar vãos que variam de 2 a 4 metros sem a necessidade de escoras.

Além disso, devido à sua facilidade de execução, maior agilidade, durabilidade e resistência, é indicado para empreendimentos com muitos andares, espaços reduzidos ou em mezaninos.

A laje steel deck também pode receber a pintura eletrostática na face inferior. Esse trabalho gera uma estrutura com eficiência ainda mais elevada e que pode ser aplicada em empreendimentos como shoppings, centros de convenção, hotéis, conjuntos habitacionais, escolas, hospitais, indústrias, garagens e prédios residenciais.

Agrega maior velocidade à obra

Como o processo executivo da laje steel deck faz com que a etapa de escoramento seja eliminada ou consideravelmente reduzida, ela permite executar outras atividades no mesmo local em que a laje foi instalada. Além disso, elimina o tempo empregado na colocação e na retirada de escoramentos, principalmente quando se trata de um empreendimento com dimensões elevadas e muitos pavimentos.

Somado a isso, está o fato de a laje steel deck permitir que a passagem dos dutos e das instalações seja mais simples e rápida. Outros fatores que proporcionam mais velocidade à obra são a facilidade de instalação de forros e o fato de a execução desse tipo de laje não ser afetada pelas condições climáticas.

Tem melhor atuação em situações de incêndio

A laje steel deck apresenta maior resistência a incêndios, por ter uma camada de concreto entre as telhas de aço galvanizado. Essa placa garante isolamento térmico e uma resistência mínima ao fogo de 30 minutos, podendo ser prolongada a 120 minutos quando incluídas armaduras positivas adicionais nas telhas nervuradas.

Garante melhor custo-benefício

Além da maior rapidez, elevada qualidade, resistência e durabilidade, a não necessidade de uso de escoras ou a redução significativa das mesmas diminui os custos com montagem, desmontagem, mão de obra e aluguel. Essa redução é significativa, uma vez que o montante que precisa ser destinado a essas etapas é considerável.

Além disso, a redução ou eliminação de escoras permite a realização de trabalhos simultâneos à execução das lajes. O steel deck ainda pode ser utilizado como plataforma de proteção e de serviço para os operários presentes em andares inferiores.

Como a montagem das instalações — tanto elétricas quanto hidráulicas — é facilitada, assim como a execução de forros, o processo executivo se torna mais rápido, demanda menor quantidade de mão de obra e proporciona um retorno financeiro mais rápido.

Contribui para a sustentabilidade

O processo de execução da laje steel deck reduz a geração de resíduos e a sobra de materiais, produzindo menor quantidade de entulho. Isso ocorre porque as telhas são medidas e cortadas de forma a evitar desperdício, já que atendem às necessidades de cada obra. Somado a isso, a forma utilizada na fabricação da telha não é descartada.

O projeto estrutural pode ser pensado de modo a aproveitar a geometria das lajes, facilitando a passagem de dutos e a instalação dos forros e evitando ainda mais a produção de resíduos.

Como você viu neste artigo, as lajes steel deck são uma ótima solução para uma construção limpa e ágil. Para que todos os benefícios sejam colhidos, é essencial que a obra seja planejada adequadamente e com antecedência, considerando tanto a logística para receber o sistema de lajes quanto a definição dos materiais que serão utilizados. A execução também demanda cautela, para que a qualidade e a resistência projetadas sejam atingidas.

Se você gostou deste artigo e quer conferir mais conteúdos como este, siga-nos nas redes sociais! Estamos no YouTube, Facebook e Instagram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *